"PROGRAMA INCLUDING ME"


OFEREÇA RESPOSTAS ÀS NECESSIDADES DE CADA CRIANÇA!

Actualmente a contratação a tempo inteiro de técnicos especializados na Educação, representa um elevado investimento no orçamento das Instituições.

O "Programa Including Me" oferece alternativas e respostas, junto das Instituições de forma a que estas rentabilizem e complementem a sua prestação de serviços junto das crianças e suas famílias, através de visitas periódicas previamente estipuladas e programadas entre o técnico especializado e o responsável da Instituição.

O "Programa Including Me" consiste na elaboração de Programas/Planificações/Formações/Intervenções Pedagógicas, direccionadas para crianças, não esquecendo, as crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE) em idade Pré -escolar e Escolar.

Os Programas objectivam o enriquecimento e estimulação de competências individuais nas crianças, entre as quais as aptidões escolares. No que refere a crianças com NEE, o desafio será uma inclusão adequada às sua especificidades junto da Creche, Jardim de Infância, ATL, entre outros locais.

O " Programa Including Me" apoia a Inclusão mediada.

ONDE?

A prestação destes serviços pode ocorrer:

- Junto das Instituições Educativas (Creches, Jardins de Infância, ATL, Escola);

-Consulta individual - gabinete;

- No domicílio.

ENRIQUEÇA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DA SUA INSTITUIÇÃO COM AS SEGUINTES ÁREAS DE INTERVENÇÃO.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Rimas e LengaLengas no Pré Escolar


CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA

A aquisição da consciência fonológica é um dos marcos mais importantes adquiridos no Pré Escolar. A "consciência" da língua falada; a sensibilidade aos sons das palavras (fonemas); estrutura sonora e a  percepção de que as frases podem decompor-se em palavras; palavras em sílabas e sílabas em fonemas e estes, por sua vez, repetem-se em diferentes palavras.

O treino fonológico é um pré requisito fundamental para a aquisição da leitura e escrita, por isso está tão presente nas actividades do Pré Escolar através de rimas; lengalengas; separação de palavras em sílabas; identificação de palavras com o mesmo som inicial; identificação de palavras ou sílabas com o mesmo som final; contar os sons que fazem parte das palavras; entre outras.

Segundo Zorzi (2003) a criança só avança para a fase silábica de escrita, quando se torna atenta às características sonoras da palavra, especialmente quando ela chega ao nível do conhecimento da sílaba.

mais...
CAPOVILLA, A. G. S. e CAPOVILLA, F.C. Problemas de Leitura e escrita. Como identificar, prevenir e remediar numa abordagem fônica. São Paulo, Memnon, 2000
GUIMARÃES, S.R.K. Dificuldades no Desenvolvimento da Lectoescrita: O papel das Habilidades Metalingüísticas. In Psicologia: Teoria e Pesquisa. Jan-Abr 2003, vol 19 n. 1. Pp. 33 - 45
ZORZI, J. L. Aprendizagem e distúrbios da linguagem escrita: Questões clínicas e educacionais. Porto Alegre: Artmed, 2003

Sem comentários: